Ilhas

Além da Ilha de Santa Catarina, onde está localizada a maior parte da capital do estado, existem dezenas de outras ilhas na costa catarinense. Destacam-se a Ilha de Anhatomirim (Governador Celso Ramos), sede da centenária Fortaleza de Santa Cruz, a Ilha do Papagaio (Florianópolis) e a Ilha de Porto Belo. As ilhas que formam a Reserva Biológica Marinha do Arvoredo são consideradas os melhores pontos de mergulho autônomo do Sul do Brasil, mas a visitação é controlada e somente pode ser feita com operadoras credenciadas.

Caminho dos Príncipes

Balneário Barra do Sul


Ilhas
Na Ilha dos Remédios, destacam-se duas grutas e alguns pontos de mergulho. A Ilha das Araras possui uma grande população dessas aves. Também há passeios em barco de turismo e de pesca para as Ilhas Feia, Tipitinga e dos Lobos, próximas à costa.


São Francisco do Sul


Ilha da Paz
Além de possuir belas praias cercadas por costões rochosos, possui um farol construído em 1905. Arquipélago da Graça.

Ilha da Rita
Durante a II Guerra Mundial, a ilha serviu de base para abastecimento de navios da esquadra brasileira. Atualmente, sedia a administração do Porto.


Costa Verde e Mar

Balneário Piçarras


Ilhas
A mais próxima é a Ilha Feia (20 minutos), coberta de Mata Atlântica. A 8 km da Praia Central, ficam as Ilhas Itacolomi (dois rochedos quase grudados), consideradas um dos melhores lugares do Brasil para a pesca de anchova. Todas elas são procuradas por praticantes de caça submarina.


Bombinhas


Reserva Biológica Marinha do Arvoredo
Localizada a 6,5 km de Bombinhas, é o melhor ponto de mergulho autônomo do sul do Brasil, com uma grande biodiversidade de espécies para observação (garoupas, meros, polvos, arraias, lulas, vieiras, lagostas, tartarugas, golfinhos, pinguins, baleias, etc). A visibilidade média varia entre 10 e 18 m e o mergulho pode atingir mais de 30 m de profundidade. Apenas operadoras credenciadas estão aptas a fazerem os passeios até esta reserva de grande importância ecológica e científica, com várias restrições em relação à visitação turística. Sede da Reserva – Florianópolis.
Rod. Maurício Sirotsky Sobrinho, Km 02, Jurerê.
Fone:(48) 3282-2163 / (48) 3369-4231.

Ilha do Macuco
O Navio Orion naufragou neste local em 1915 e é hoje objeto da curiosidade dos mergulhadores. Profundidade: 2 a 11 m.


Itapema


Ilha do Pirata
No costão da ilha, há 16 vias de escalada em blocos de rochas de até 12 m de altura. A vista para o mar é privilegiada.


Porto Belo


Ilha de Porto Belo
Recanto de grande beleza natural, a 900 m do Centro de Porto Belo, possui praias de águas cristalinas, vegetação abundante, inscrições rupestres e trilhas e mirantes. As opções de lazer incluem trilhas subaquáticas para snorkeling, banana boat, passeios de lancha, caminhadas ecológicas, além de tranquilos banhos de mar (a segurança é garantida pelo isolamento dos barcos e jet skis por uma linha de boias). A recepção na ilha é feita por guias treinados. No verão, há quiosques e restaurantes que servem na praia. A visitação é restrita a 1.870 pessoas por dia. Dezembro a março, 8h às 18h00; abril a novembro, com agendamento.
Fone: (47) 3369-4146.
www.ilhadeportobelo.com.br


Grande Florianópolis

Florianópolis


Ilha do Campeche
Santuário ecológico e sítio arqueológico, foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) por seu conjunto de inscrições rupestres de 5 mil anos. Os barcos partem das praias da Armação.

Obs.: Há aproximadamente 30 pequenas ilhas em torno da Ilha de Santa Catarina. É possível fazer passeios de barco para algumas delas. Consulte as operadoras a respeito.


Governador Celso Ramos


Ilha de Anhatomirim
Sede da Fortaleza de Santa Cruz. Aberta diariamente, das 9h às 17h.
Fone: (48) 3721-8302
www.fortalezas.ufsc.br


Palhoça


Ilha do Papagaio
Inserida na Área de Proteção Ambiental da Baleia-Franca, oferece pousada que alia o conforto à preservação da natureza. Possui marcas de arte rupestre.
www.papagaio.com.br

Ilha da Fortaleza Nossa Senhora da Conceição de Araçatuba
Localizada em frente à Ponta dos Naufragados (Ilha de Santa Catarina), preserva o canhão usado para defender a entrada da Baía Sul na época do Império.