Mirim Doce

A História de Mirim Doce começa numa terra desabitada. Durante este período ela serviu de depósito de mercadorias para serem posteriormente transportadas para o planalto e foi passagem de tropeiros do planalto que com suas mulas cargueiras procuravam fazer escambo com o comércio do Vale do Itajaí. Os cablocos de Serra-Acima fugiram da Guerra do Contestado e encontraram na terra mirim-docense um lugar propício para se verem livres das agruras da guerra. Aos poucos foram surgindo novas comunidades. Em 1916 Bruno Heidrich adquiriu grande área de terra em Mirim Doce e começou a implantar a fecularia, enquanto as primeiras casas foram construídas na parte que hoje é o centro de Mirim Doce e os colonizadores desbravaram a terra para dar início ao plantio . Neste chão conhecido como "a terra da abelhinha do mel doce" transitaram os escravos com as mercadorias do Depósito, foram construídas picadas para a passagem de mulas cargueiras, os primeiros colonizadores deram início ao plantio de arroz, surgiram as primeiras serrarias, atafonas e engenhos de farinha tocados a roda'água ea vila de Mirim Doce floresceu em 1991 quando se emancipou politicamente. O Distrito de Mirim Doce foi criado pela Lei nº 282, de 31 de março de 1959. A instalação do distrito ocorreu no dia 22 de julho de 1962. Em 13 de dezembro de 1968, o prefeito Hercilio Anderle assinou a Lei nº 581, delimitando a área da zona urbana da vila de Mirim Doce. Em 26 de setembro de 1991, o governador Vilson Pedro Kleinubing sancionou a Lei nº 8.356 que criou o Município de Mirim Doce. A instalação deu-se no dia 1º de janeiro de 1993, quando definitivamente MIRIM DOCE emancipou-se administrativamente do município de Taió.

Localização Geográfica

veja o mapa ampliado
Agenda
Pesquisar