Os impressionantes cânions do Parque Nacional de Aparados da Serra e da Serra Geral dão nome a essa bela região turística catarinense, localizada no extremo sul do Estado e colonizada por descendentes de italianos, portugueses e alemães. Procurado principalmente pelos amantes do ecoturismo em expedições que adentram essas grandes montanhas abruptamente recortadas pela Mãe Natureza, o Caminho dos Cânions apresenta também outras atrações no litoral e nas cidades do interior. Araranguá é a maior delas, com boa infraestrutura de comércio e serviços, além de praias, dunas, furnas e um dos mais belos cartões-postais de Santa Catarina: o Morro dos Conventos.

Aventure-se num dos ícones do ecoturismo brasileiro: os cânions de Aparados da Serra.

Os cânions do Parque Nacional Aparados da Serra marcam o limite entre Santa Catarina e o Rio Grande do Sul. A parte superior, conhecida como “Campos de Cima da Serra”, pertence ao estado gaúcho. Já os penhascos, baixadas e leitos de rios abaixo das bordas são catarinenses. Nos municípios de Praia Grande, Jacinto Machado, Timbé do Sul e Morro Grande estão os principais cânions: Itaimbezinho, Fortaleza, Malacara, Churriado, Faxinalzinho, Josafaz, Índios Coroados, Molha Coco e Amola Faca.

Percorra o litoral do Caminho dos Cânions e conheça verdadeiros paraísos naturais.

Às margens da BR-101 encontram-se os dois maiores municípios do Caminho dos Cânions: Araranguá e Sombrio. Eles são a porta de entrada para o litoral ainda bastante preservado da região. Araranguá é a cidade mais populosa, com cerca de 60 mil habitantes, boa infraestrutura hoteleira e de comércio e serviços, além de possuir atrações naturais de grande beleza, como o Morro dos Conventos. Já Sombrio possui a maior lagoa de água doce do estado, a Lagoa do Sombrio, com 54 km2. Os balneários Arroio do Silva, Gaivota e Passo de Torres completam o roteiro, com dunas, lagoas, furnas e praias de faixa de areia longas.