Está praticamente pronto um dos maiores centros de eventos do Sul do país, que fica em Balneário Camboriú. Na manhã desta quinta-feira, 29, o governador Eduardo Pinho Moreira, acompanhado do ministro da Secretaria de Governo da Presidência da República, Carlos Marun, e do secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Leonel Pavan, visitaram as obras – em desenvolvimento com recursos do Governo do Estado – e iniciaram as tratativas para a liberação de R$ 16 milhões do Governo Federal para a aquisição de equipamentos, como aparelhos de ar condicionado. 

balneario camboriu moreira e ministro marun articulam liberacao de r 16 milhoes para conclusao do centro de eventos 20180329 1803636471

“O ministro Marun tem sido ágil com as demandas de Santa Catarina e veio pessoalmente conhecer e entender a importância dessa obra. Tenho certeza que vamos encaminhar da melhor maneira e, em breve, vamos entregar este empreendimento fundamental para o turismo de Santa Catarina”, informou o governador.

33 MIL METROS QUADRADOS DE ÁREA CONSTRUÍDA

Ao percorrer a estrutura, o ministro ficou impressionado com o porte da obra e disse que está à altura do dinamismo da região de Balneário Camboriú e de Santa Catarina. “Nosso esforço será para atender este pedido o mais breve possível, para que toda essa estrutura cumpra sua função social e econômica de gerar renda, emprego e promover as belezas desta região e deste Estado”, garantiu o ministro.

Com investimentos de R$ 90 milhões, o Centro de Eventos de Balneário Camboriú tem 33 mil metros quadrados de área construída, e capacidade para mais de 60 mil pessoas. A estrutura está dividida em quatro grandes áreas. Duas para exposições/convenções; uma para alimentação e outra, no piso superior, com duas salas, para 1.600 pessoas sentadas em cada uma.

TECNOLOGIA DE PONTA

O secretário Leonel Pavan destacou que a construção segue alto padrão de tecnologia, espaços com divisórias que podem se adequar ao tamanho dos eventos, além de modernos sistemas de aproveitamento da temperatura do ambiente e da luz solar. A maior sala do centro tem como destaque de engenharia um vão livre de aproximadamente 90 metros.

O secretário informou que, paralelo ao trabalho na estrutura física, estão sendo realizados os estudos de viabilidade econômica e do sistema viário no entorno do centro de convenções. “O ritmo é bom e estamos trabalhando nestes ajustes que garantem os acabamentos de alto padrão desta obra”, enfatizou. A ideia é que o centro atraia grandes feiras e eventos, o que é fundamental para o turismo de Santa Catarina fora da sazonalidade. O setor já representa cerca de 13% do PIB do Estado.

 

Informações: Franciele Dalpiaz - Secom