Santa Catarina é o estado com o maior número de certificações do Programa Bandeira Azul: das 15 premiações a serem entregues no país, por aqui serão condecoradas seis praias, duas marinas e uma embarcação de turismo sustentável. Imagem-bandeira-azul.png

O Programa baseia-se em princípios de sistema de gestão ambiental, para conscientizar os cidadãos para a necessidade de proteger o ambiente marinho e costeiro. Ter a Bandeira Azul hasteada significa mais qualidade da água para os banhistas e moradores dos locais que conquistaram o certificado. “Obter este certificado é uma grande responsabilidade que deve ser traduzida em mudança de comportamento e gestão responsável. Hastear a bandeira é somente o início deste processo de mudança”, destaca a coordenadora do programa no Brasil, Leana Bernardi.

O Júri Internacional, reunido em Copenhagen (Dinamarca) no mês de setembro, avaliou os candidatos a receber a Bandeira Azul nos países do Hemisfério Sul. Todos os 15 candidatos recomendados pelo Júri Nacional do Programa no Brasil foram aprovados pelo Júri Internacional.

Confira a lista completa dos aprovados:

Praias:
• Praia do Tombo, Guarujá (SP)
• Praia Grande, Governador Celso Ramos (SC)
• Praia de Palmas, Governador Celso Ramos (SC)
• Praia da Lagoa do Peri, em Florianópolis (SC)
• Praia de Ponta de Nossa Senhora, Salvador (BA)
• Praia do Peró, Cabo Frio (RJ)
• Praia de Piçarras, Balneário Piçarras (SC)
• Praia do Estaleiro, Balneário Camboriú (SC)
• Praia do Estaleirinho, Balneário Camboriú (SC)

Marinas:
• Marinas Costabella, Angra dos Reis (RJ),
• Marinas Nacionais, Guarujá (SP).
• Iate Clube de Santa Catarina, Florianópolis (SC)
• Marina Kauai, Ubatuba (SP)
• Marina Tedesco, Balneário Camboriú (SC)

Operadores de Embarcações de Turismo Sustentável:
• Água Viva Mergulho, Florianópolis (SC)

O Programa Bandeira Azul é amplamente reconhecido em todo o mundo. Foi criado pela FEE – Foundation for Environmental Education (http://www.fee.global), uma instituição internacional com diversos integrantes representando seus respectivos países. No Brasil, o Operador Nacional do Programa é o IAR – Instituto Ambientes em Rede (www.iarbrasil.org.br).
As praias, marinas e embarcações inscritas no programa comprometem-se com o cumprimento de critérios propostos. Para ser certificada a praia/marina/embarcação deve ser inicialmente aceita pelo Operador Nacional, recomendada pelo Júri Nacional e aprovada pelo Júri Internacional.
O Júri Internacional é composto pela Foundation for Environmental Education (FEE), World Conservation Union (IUCN), European Union for Coastal Conservation (EUCC), United Nations Environmental Program (UNEP), World Tourism Organization (WTO), World Health Organization (WHO), International Life Saving (ILS), International Council of Marine Industry (ICOMIA) e Reef Check Program.


Com informações do site do Programa Azul e do Ministério do Turismo.